Redimensionar e rotacionar imagens no Ubuntu

Você foi fazer uma viagem/passeio/aniversario/churrasco com galera e bateu foto de tudo e ficou de mandar pra galera, mas na hora do envio as fotos ficaram com 300, 500, 600 Mega bytes e você não sabe o que fazer para compartilhar essas fotos com a galera???

Seus problemas acabaram!

Instale o Nautilus Image Converter uma extensão do Nautilus para Redimensionar e rotacionar imagens!

Nada de programas complexos! Nada de scripts de POG! Nada de Paint!

Resolvemos nosso problema, através de um clique, abra o menu das opções com uma opção para redimensionar.

Ele faz exatamente o que se quer, aparece quando se clica numa imagem, redimensiona uma imagem ou rotaciona ela e ainda dá a possibilidade de sobrepor o resultado ou então criar um novo arquivo.

Instalação do Nautilus Image Converter
Tal como na maioria dos programas em Ubuntu, a instalação é muito simples,

no Terminal:

$ sudo apt-get install nautilus-image-converter

Visualizando partições

Trabalhando ou apenas visualizaro espaço livre da partição:

particionadores:

fdisk, cfdisk, sfdisk

Para ver lista de particoes:

# fdisk -l

Para ver o espaço livre das particoes montadas:

# df -h

Para ver o tamanho de uma pasta:

# du -sh /pasta

 

 

Se quiser formatar um disco:

Partindo do principio que o disco esta montado e energizado ele deve aparecer como /dev/sda, /dev/sdb ….

Então faça:

cfdisk /dev/sda

apague toda e qualquer particao que apareca e CRIE (new) uma nova, tipo 83 (linux).

gravar – (shift W, ou seja, W maiusculo)

mkfs.ext3 /dev/sda1

Pronto agora é só montar ela ou então incluir no fstab para montar toda vez que bootar

Deletando arquivos pela extensão

Quando você tem uma grande quantidade de arquivos para fazer um backup o pouco tempo vale a pena excluir coisas indesejáveis que seus usuários tenham deixado nas pastas. Para isso podemos usar alguns comandos para encontrar e deletar arquivos por extensão ou ainda pelo próprio nome.

procurar arquivos com determinada estensão:

$ find /pasta -type f  ‘*.txt’

Você pode trocar o .txt por .mp3, .avi, etc.

Agora para executar o find e também o comando de remoção:

$ find /pasta -type f -name *.txt -exec rm -fv {} ;

O comando vai buscar todos os arquivos (-type f)  que nome contenha a extensão mp3 (-name “*.mp3”) e que a cada ocorrência encontrada deve ser executado o comando “rm -fv {nome do arquivo}”. As chaves no comando indicam para o find onde ele deve inserir o nome do arquivo em relação ao comando que está sendo executado, no nosso caso o rm, para apagar.

Daqui pra frente podemos fazer outras coisas, como deletar todos aqueles malditos arquivos “Thumbs.db” que ficam nas pastas de backups de usuários:

$ find /caminho/pasta -type f -name “Thumbs.db” -exec rm -fv {} ;

Ainda podemos usar ‘*.mp3’, ‘*.msi’, ‘*.exe’,  ‘*.EXE’, para dar aquela limpada no que os usuários andam armazenando a toa.

Caso seu backup ainda esteja grande podemos achar os arquivos de maior tamanho:

$ find /caminho/pasta -type f -size +10M

para arquivos com mais de 10 Mega Bytes.

e agora para arquivos maiores de 1GB:

$ find /caminho/pasta -type f -size +1000M

 

É muito util para agilizar o trabalho de backup!

Abraços!

 

Fontes:

http://www.zago.eti.br/find.html

http://www.vivaolinux.com.br/dica/Utilizando-o-find-para-excluir-determinados-arquivos

http://tocadoelfo.blogspot.com/2010/05/excluindo-arquivos-recursivamente-no.html

http://www.vivaolinux.com.br/script/Apagar-arquivos-recursivamente-de-um-diretorio-pela-extensao

Comandos GNU/Linux

Comando GNU/Linux que todos devem saber:
Comandos básicos
ls [-al]: listagem do diretório.
cp [-ir]: copiar arquivos.
mv [-i]: mover ou renomear arquivos.
rm [--]: deletar arquivos.
mkdir/rmdir: cria/deleta diretórios.
ln -s path link: cria links simbólicos (symlinks) para arquivos ou diretórios.
Continuar lendo Comandos GNU/Linux